Javier Milei anuncia primeiros nomes do governo e reforça desejo por privatizações

  • 20/11/2023
(Foto: Reprodução)
Economista foi eleito com 55% dos votos neste domingo (19) falou sobre as primeiras medidas para a área da economia e sobre a reestruturação do governo. Javier Milei, presidente eleito na Argentina TV Globo/Reprodução Javier Milei promete avançar rapidamente nas mudanças estruturais e anunciou nesta segunda-feira (20) alguns nomes da sua equipe, que terá apenas oito ministério, 11 a menos do que a atual composição. 📌 Diana Mondino cuidará das relações exteriores “Trabalhando para reduzir o Estado e eliminar impostos”, escreveu a futura chanceler em uma rede social Diana Mondino tuitou sobre o que espera do novo governo TV Globo/Reprodução 📌Para o Ministério da Justiça, Milei escolheu o advogado Mariano Libarona, que já ficou um mês preso por coação durante as investigações de um atentado em Buenos Aires nos anos 1990. Para o Ministério da Justiça, Milei escolheu o advogado Mariano Libarona. TV Globo/Reprodução 📌 A jornalista Sandra Petovello, especialista em desenvolvimento da Infância, será ministra do Capital Humano, que terá o maior orçamento e juntará as pastas do Desenvolvimento Social, da Educação, Saúde e Trabalho. A jornalista Sandra Petovello será ministra do Capital Humano. TV Globo/Reprodução 📌 A entidade que cuida das aposentadorias e pensões ficará com a deputada Carolina Piparo. Funcionária pública, ela se lançou na carreira política e ficou esse ano em terceiro lugar nas eleições para o governo da província de Buenos Aires pelo partido de Milei. Carolina Piparo fará parte do governo de Milei. TV Globo/Reprodução Além de anunciar os primeiros nomes da equipe, Javier Milei falou das medidas para a área da economia e sobre a reestruturação do governo. O presidente eleito, que promete de reduzir gastos públicos e o papel do Estado, citou hoje em entrevistas para rádios da Argentina o nome de empresas públicas que devem ser privatizadas. Entre elas está a estatal de petróleo YPF, companhia que foi estatizada no governo de Cristina Kirchner em 2012. Milei disse que antes de privatizar a empresa, será preciso recompô-la. Ele também confirmou que deve privatizar meios de comunicação públicos do país, a quem acusa de fazer propaganda peronista. Mas no plano de privatizações, Milei deixou de fora as áreas de Saúde e Educação. Nesta segunda ele manteve a promessa de fechar Banco Central e dolarizar a economia. E disse que serão necessários até 2 anos para levar a inflação, que hoje está em mais de 140% em 12 meses, para um patamar sustentável. Presidente eleito promete dolarizar a economia. TV Globo/Reprodução LEIA TAMBÉM: Milei diz que vai controlar a inflação em 18 a 24 meses e confirma plano de fechar o Banco Central Javier Milei: como o novo presidente deve lidar com a crise econômica da Argentina Vitória nas urnas O economista que se declara ultraliberal foi eleito com 55% dos votos, com mais de 11 pontos de vantagem para o atual ministro da Economia, Sergio Massa. Uma votação bem maior que a prevista pela maioria das pesquisas. Depois de uma campanha cheia de agressividade, Milei fez um discurso com promessas de mudanças drásticas, mas em tom mais moderado que de costume. "Hoje começa o fim da decadência", disse após a vitória. Milei falou que vai iniciar a reconstrução do país e assumiu o compromisso com a democracia, com as leis, com o livre comércio e com a paz. Ele venceu em 21 das 24 províncias, mas é o presidente que chega ao poder com a base política mais frágil: 38 de 257 deputados e 7 de 72 senadores. Para aprovar seus projetos no Congresso, Milei vai depender do apoio do partido do ex-presidente Maurício Macri e da terceira colocada no primeiro turno, a candidata da direita tradicional Patricia Bullrich, que se reuniram ontem com Milei. Expectativa do povo argentino Nas ruas, expectativa de mudanças nos rumos do país. “Estou muito feliz. Toda a minha família votou nele. Tenho fé que ele vai resolver problemas como a falta de segurança, o desemprego e a inflação", disse uma argentina. Outra mulher falou que não concorda muito com Milei, mas que uma mudança profunda é necessária e que, por causa da inflação, muita gente não tem dinheiro para comprar o básico. Javier Milei também anunciou as primeiras viagens internacionais: para os Estados Unidos e depois para Israel. A posse será no dia 10 de dezembro.

FONTE: https://g1.globo.com/jornal-nacional/noticia/2023/11/20/javier-milei-anuncia-primeiros-nomes-do-governo-e-reforca-desejo-por-privatizacoes.ghtml


#Compartilhe

Aplicativos


Locutor no Ar

Peça Sua Música

Top 5

top1
1. Faz Amor Comigo Só Hoje (Aqui e Agora 2)

Israel e Rodolffo part. Wesley Safadão

top2
2. Morena

Nattan

top3
3. A Recaida

Zé Vaqueiro

top4
4. Zero Saudade (Ao Vivo)

Os Barões da Pisadinha, Maiara & Maraisa

top5
5. Meu Pedaço de Pecado

João Gomes

Anunciantes